Poupança

Expurgos da Caderneta de Poupança – Plano Verão

Criados na tentativa de conter a hiperinflação, os planos alteraram o cálculo da correção monetária dos saldos da poupança.

Desde 2010 quase 400 mil processos sobre planos econômicos estão com a tramitação suspensa em diversos tribunais à espera de uma decisão do STF.

O Supremo reconheceu “repercussão geral” sobre o tema, ou seja, a decisão tomada deverá ser adotada por todas as instâncias do Judiciário em processos semelhantes.

O que são expurgos da caderneta de poupança?

Expurgos da caderneta de poupança é a perda do valor real da moeda. Ocorre quando o saldo da aplicação financeira é atualizado por um índice de correção menor do que aquele que deveria ter sido aplicado. Ao firmar-se um contrato de poupança com o Banco, este tem a obrigação de guardar, administrar e devolver ao poupador o valor depositado sob sua custódia, monetariamente corrigido, garantindo a real inflação do período. Ocorre que, de fato isto não ocorreu. As Instituições Financeiras, indevidamente, deixaram de aplicar o índice correto à caderneta de poupança. Desta forma, os poupadores deixaram de receber os valores que lhes eram devidos por lei, na medida em que os Bancos utilizaram índices inferiores ao que de direito. Essa perda monetária recebe o nome de expurgo e os valores não aplicados nas poupanças ficaram depositados nas Instituições Financeiras (Bancos).

Segue abaixo a indignação do jornalismo brasileiro:

http://br.youtube.com/watch?v=ApYDOBUIV9U

Nossos clientes que ingressaram com estas ações podem acompanhar seus processos através do nosso site.

Atenciosamente,

Hatada Advogados

58 Comments
  1. Prezados,
    Tenho processo em andamento desde 08/08/2008, na época o valor a receber era de R$ 3.283,73. O Banco Itaú me ligou duas vezes querendo me pagar R$ 1.900,00, rejeitei. Hoje tornaram a me ligar me ofertando R$ 3.500,00, aceito ou aguardo decisões futuras.

  2. ref recuperação juros FGTS de1999 a 2013 sera necessario entrar na justiça, ou ha possibilidade de receber sem entrar com recurso, visto haver milhares de ações? e como fica o calculo dos 40% pagos nas rescições de trabalho?

  3. IDEC: Não sei a quem é dirigida a mensagem do Sr. Flavio Siqueira já que os poupadores do Bradesco perderam a causa talvez por responsabilidade desse órgão que perdeu o prazo para entrar com um recurso jurídico em tempo.
    Como ficamos nós poupadores do Bradesco?
    Porque outros bancos ainda estão sub-judice e o Bradesco não mais?
    Quem vai se responsabilizar por esse deslize do IDEC?
    Perdemos e como ficamos?
    Grato Uemura

  4. Tenho um processo em aberto de restituição da poupança de 1989, abri o processo em 2008 e até agora nada. A situação dele é de sobrestação, vi que acreditam que podem ocorrer no final do segundo semestre de 2013 uma solução, mas tem algum tempo limite ou pode ficar assim ate quando eles bem entenderem?

    Obg

  5. TENHO UM PROCESSO EM ANDAMENTO E GOSTARIA DE SABER COMO SE ENCONTRA NO MOMENTO.JÁ TELEFONEI ATUALIZANDO MEU ENDEREÇO,POIS O PAGAMENTO DO ANO DE 2013 NÃO FOI EFETUADO.DEVE TER SIDO ENVIADO PARA SÃO PAULO. NOVO:RUA DESEMBARGADOR JOSÉ SATYRO,340,AP.301-CASTELO BELO HORIZONTE M.G. .O QUE DEVO FAZER?OBRIGADA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>